♂Saúde ♀ diversas categorias - dicas♀

Pesquisar

categories

Portaria do MTE proíbe empresas de exigirem teste de HIV do trabalhador

 


31/05/2010 11h11 - Atualizado em 31/05/2010 12h01

"   Portaria do MTE proíbe empresas de exigirem teste de HIV do trabalhador"

Teste é proibido tanto de forma direta como indireta.


Lei de 1995 já proibia qualquer prática discriminatória no trabalho.

Do G1, em São Paulo
O Ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, publicou nesta segunda-feira (31) portaria que proíbe as empresas de exigirem do trabalhador a realização do teste de HIV para contratação.
 
Confira lista de concursos e oportunidades 

saiba mais                                                                                            
De acordo com a portaria, o teste de HIV não é permitido, de forma direta e indireta, em exames médicos para admissão, mudança de função, avaliação periódica, retorno, demissão ou outros ligados à relação de emprego.

Comente esta notícia


O advogado trabalhista Alan Balaban Sasson afirma que a prática de pedir o exame é discriminatória e, por isso, já é proibida pela Constituição Federal, porém, a portaria enfatiza essa proibição. "  O ministério demonstra que está de olho na questão", diz.

Segundo ele, a medida aumenta a fiscalização do ministério nas empresas em relação ao assunto.
Portaria
 

A portaria é a 1.246, de 28 de maio de 2010, e foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda (leia aqui).

O texto toma como base a Lei 9.029, de 13 de abril de 1995, que proíbe a adoção de qualquer prática discriminatória e limitativa para o acesso ou manutenção do emprego.

A portaria estimula que trabalhadores, quando necessário, façam o teste sem vínculo com o trabalho e resguardem a privacidade em relação ao resultado.
 
 fonte: http://g1.globo.com/


Share:

"Iris revela detalhes fisicos e psiquicos"


Entenda como a Iridologia podeserumaaliadadoautoconhecimento

A íris como manual de instruções

A íris como manual de instruções

"  Todos nós já escutamos em alguma situação a brincadeira que diz que o ser humano devia ter um manual de instruções, que é difícil entendê-lo, educá-lo e tudo o mais, não é mesmo? Mas agora, o que estamos descobrindo é que temos não só um, mas diversos manuais de instruções, desde que aprendamos a lê-los.
O olhar exerce naturalmente uma grande atração sobre nós! Sabemos que "os olhos são as janelas da alma" e que pelo brilho do olhar percebemos se alguém está apaixonado ou soltando faíscas de raiva! É muito difícil esconder o que sentimos quando alguém nos olha nos olhos. O que ainda não sabíamos e que vem sendo demonstrado é que a configuração de nossa íris é um mapa que nos mostra tanto aspectos físicos quanto emocionais e que este estudo pode se constituir num importante aliado nos processos de tratamento de sintomas e doenças e, especialmente, de autoconhecimento. 

Não é exclusividade da iridologia estudar o que ocorre dentro do corpo humano através da observação de áreas externas - princípio da reflexologia podal ou da auriculoterapia. As medicinas tradicionais, tais como a chinesa, a ayurvédica (indiana) e a xamânica (indígena), já se baseavam no fato de que nosso corpo possui áreas reflexas, a partir das quais podemos montar mapas que nos orientam a tratar órgãos e sistemas sem termos acesso direto a eles. 

No caso da iridologia, que baseia seus estudos na íris, contamos com o fato de que os olhos, terminações do nervo ótico, são um prolongamento exterior do sistema nervoso autônomo, cobertos apenas pelas pálpebras. A íris é formada por um tecido de fibras nervosas que recebem as informações de todo o sistema nervoso, que fazem do olho tanto o "espelho da alma" quanto a "janela do corpo", por onde se pode observar a constituição física e psíquica do indivíduo. 

Os registros mais antigos sobre o estudo da íris foram encontrados em cerâmicas no Egito que mostram desenhos de íris com sinais iridológicos. Mas no final do século XIX, foi o ainda menino húngaro Ignaz de Péczely que observou que ao fraturar acidentalmente a pata de uma coruja, imediatamente surgiu um sinal na íris do animal. À medida que a fratura era consolidada, o sinal mudava de característica e marcava de forma definitiva a íris. Adulto, como médico, Dr Ignaz de Péczely deduziu que a íris guardava em si as marcas e sinais do que acontecia dentro de nosso corpo, bem como a base genética que nos moldava. Foram seus estudos que deram início a esta importante área de conhecimento humano. 

A partir de então, muito tem sido pesquisado e divulgado sobre a íris, consolidando cada vez mais a iridologia como um eficaz método não invasivo de auxílio em diagnósticos físicos e psíquicos. E também como um aliado nos processos de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. Sua ação preventiva permite conhecer zonas de fragilidade do organismo e estruturar tratamentos adequados em fases preliminares de surgimento de sintomas, levando o indivíduo a uma maior conscientização a respeito do funcionamento de seu corpo e mente. 

O que você pode saber pelo exame de sua íris
  • Você pode ver uma imagem de sua íris captada por equipamento adequado, que garante fidelidade e qualidade, e guardar um CD destas imagens.
  • Você pode receber um relatório padrão contendo o levantamento de dados mais relevantes da sua íris nos aspectos físicos e ou psíquicos.
  • ____________________________________________________
  • Você pode consultar um iridólogo que vai produzir um relatório contendo o levantamento detalhado dos dados de sua iridologia física e ou psíquica e que o encaminhará a um naturólogo ou terapeuta natural. O profissional vai propor um tratamento natural para as questões que aparecem como fragilidades na sua íris, tratando e prevenindo os desequilíbrios."
Onde fazer um laudo iridológico
-Apanat-Associação Paulista de Naturologia- Rua Parque Domingos Luiz

fonte:
msnbrasil.com






http://saudediversascategoriasdicas.blogspot.com
Share:

"abuso sexual"

"Saiba quais sinais podem indicar que uma criança 

 

sofreu abuso sexual"

R7

Foto: Reprodução
 
Crianças que foram abusadas sexualmente sofrem mudanças em seu comportamento como agressividade, dificuldades de relacionamento e isolamento. Entretanto, os especialistas consultados pelo R7 afirmam que esses sintomas podem significar qualquer tipo de violência sofrida na infância. Por isso eles aconselham aos pais para que fiquem atentos a um conjunto de outros sinais, como gestos, brincadeiras e desenhos, para saber se seus filhos estão sofrendo algum tipo de violência.

Segundo a psicóloga Lis Arantes Radicchi, especialista em saúde mental, as crianças que sofrem qualquer tipo de violência, seja abuso sexual ou não, terão consequências em várias áreas de seu desenvolvimento, acarretando alterações de comportamento na escola, na família e na comunidade.

Lis, que é também psicóloga do Disque-Denúncia Nacional, ligado à Secretaria Especial dos Direitos Humanos, afirma que existem alguns sintomas comuns da criança violentada, como insônia, falta ou excesso de sono, medo aparentemente infundado, pesadelos, tremores noturnos, ganho ou perda de peso, agressividade e atitudes como morder, chutar, gritar e chorar.

Além disso, ela indica que as crianças podem expressar intolerância com colegas de escola e com pessoas da comunidade, ter dificuldades de concentração, aprendizado e de relacionamento. Em alguns casos, as crianças extrovertidas podem ficar mais caladas, ou vice-versa.

Entretanto, a psicóloga ressalta que a presença desses sintomas não significa que a criança sofreu um abuso sexual.

- Isso pode ser um sinal de qualquer tipo de violência ou distúrbio que ela vivenciou.

Raphael Boëchat Barros, professor de Psiquiatria da Unb (Universidade de Brasília), acrescenta que os gestos e os desenhos também são muito importantes para que os pais possam descobrir o que acontece com seus filhos.

- A linguagem da criança não é tão verbal. Vale a pena prestar a atenção no comportamento, nas brincadeiras, em jogos e desenhos, porque é comum o isolamento. É nessas situações [de isolamento] que ela pode manifestar o abuso.
Contudo, a psicóloga aponta alguns sinais mais graves que podem indicar um abuso sexual. Algumas crianças chegam a desenhar a genitália do abusador, como imagens de homens com o pênis ereto e com pelos pubianos.

- Isso é um sinal de abuso. Como a criança pode ter visto um pênis ereto e com pelos?

Lis conta também que as crianças podem a passar a sentir medo de adultos de um sexo específico, já que se perdeu a confiança nos mais velhos. Existem ainda casos em que crianças tiram suas roupas e até se masturbam.

- As crianças brincam mesmo, mas os adultos precisam ficar atentos que algumas de suas atitudes reproduzem o que aconteceu com elas. Esses gestos são também uma forma de denunciar. O sinal isolado não quer dizer muita coisa, mas tem que ser pensado em conjunto.

É possível identificar o pedófilo?

Pedofilia não é crime, mas, sim, uma doença – o crime praticado por pedófilos e por não pedófilos é o abuso sexual de crianças.
Segundo Daniel Martins de Barros, médico psiquiatra do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, é muito difícil identificar que uma pessoa tenha essa doença, já que se trata da esfera dos desejos, que podem não ser percebidos pelas pessoas próximas.

- Não dá pra identificar os sinais porque, senão, vira meio paranoico. O fato de um sujeito estar sempre com a criança, sempre perto delas, não significa nada.

De acordo com Lis, os pedófilos são, em grande parte, pessoas que sofreram abusos sexuais quando eram crianças. Por isso, essas pessoas acabam desenvolvendo sua sexualidade precocemente, ficando marcadas pelo abuso.
A psicóloga ainda conta que alguns pedófilos elegem seus alvos entre crianças com características que se assemelham ao próprio abusador quando criança.

- Principalmente características psicológicas, mas, em alguns casos, os pedófilos escolhem crianças com traços físicos parecidos com eles mesmos durante a infância. Muitos pedófilos relatam que, quando a criança começa a apresentar sinais de puberdade, como a presença de pelos, eles acabam perdendo o interesse.

Contudo, os especialistas ressaltam que não existe um perfil de pedófilo. Ainda que alguns sintomas, como dificuldades de relacionamento e introversão, possam ser apontados, isso não deve ser assumido como um padrão.

- O abusador de criança pode ser qualquer sujeito. Existem os que são exclusivos, que só sentem prazer com criança, e os não exclusivos, que também se relacionam com adultos.

Para a psicóloga do Disque-Denúncia, não adianta apenas prender o sujeito que cometeu esse crime sem oferecer um tratamento adequado para ele, para a criança e para as famílias envolvidas.

- Além de ser preso, ele precisa do tratamento, ou pode ocorrer uma reincidência do crime."

fonte:http://www.dihitt.com.br/noticia/
saiba-quais-sinais-podem-indicar-que-uma-crianca-sofreu-abuso-sexual



♂♀ http://saudediversascategoriasdicas.blogspot.com
Share:

Irresistível...?...

Irresistível:
Caipirinhas diferentes

fonte:
http://msn.bolsademulher.com/video/jff




♂♀ http://saudediversascategoriasdicas.blogspot.com
Share:

ataques cardíacos

Share:

Copa

♂♀ http://saudediversascategoriasdicas.blogspot.com


A notícia Especialistas vão monitorar o coração do torcedor durante a Copa foi promovida para a categoria de notícias populares.



Acompanhe no endereço http://dihitt.com.br/noticia/-especialistas-vao-monitorar-o-coracao-do-torcedor-durante-a-copa
Share:

"Sobreviventes de ataques cardíacos temem sexo"



 

Sobreviventes de ataques cardíacos temem sexo, diz pesquisa

Estudo mostra que pacientes que não conversam sobre o assunto com médicos têm tendência a ser menos ativos.


Pacientes que sobreviveram a um ataque cardíaco tem tendência a evitar relações sexuais, temendo que elas possam causar sua morte, segundo pesquisadores americanos.

De acordo com o estudo apresentado em um encontro da American Heart Association, os pacientes que não conversam com seus médicos sobre sua vida sexual são os mais propensos a evitar sexo.

Segundo a médica Stacy Tessler Lindau, que liderou o estudo envolvendo 1.700 pacientes, as chances de morrer durante o ato sexual são "muito pequenas".

A British Heart Foundation apoiou sua sugestão para que os médicos discutam a vida sexual dos pacientes para tranquilizá-los.

Especialistas afirmam que fazer sexo é seguro para os pacientes que sobreviveram a um ataque cardíaco quando eles são capazes de realizar exercícios moderados, como subir alguns lances de escada.

Atividade sexual

No estudo, que envolveu 1.184 homens e 576 mulheres que tinham sofrido um ataque cardíaco, os pacientes foram questionados sobre sua atividade sexual antes e depois do incidente.

Eles foram avaliados um mês depois do ataque cardíaco e, novamente, um ano depois.

Os homens, cuja idade média era 59 anos, eram mais propensos a ser casados do que as mulheres, cuja idade média era 61 anos.

A atividade sexual antes do ataque cardíaco também era mais alta entre os homens do que entre as mulheres.

Mas mesmo depois de ajustadas as diferenças, os pacientes que receberam instruções sobre como retomar sua vida sexual ao deixarem o hospital apresentaram maior tendência a ter vida sexual ativa no ano seguinte ao ataque.

Menos da metade dos homens e cerca de um terço das mulheres haviam conversado sobre sua vida sexual com seus respectivos médicos.

E menos de 40% dos homens e 20% das mulheres conversaram sobre sexo com seus médicos nos 12 meses seguintes ao ataque cardíaco.

Um ano depois, mais de dois terços dos homens e cerca de 40% das mulheres disseram ter tido alguma atividade sexual.

Mas os homens que não receberam instruções médicas sobre a retomada da vida sexual tinham probabilidade 30% maior de ter menos atividades neste campo do que antes do ataque cardíaco. Entre as mulheres, este número chegou a 40%.
Vida sexual saudável

"  A maioria dos pacientes de ataque cardíaco tem vida sexual ativa", disse a doutora Lindau. "  Mas em sua maioria, os médicos não estão conversando sobre o assunto com os pacientes depois do ataque cardíaco."

Segundo ela, mesmo quando a vida sexual era discutida, não havia nada para mostrar o que havia sido dito aos pacientes, os se a informação era consistente.

A médica afirmou que o sexo não deve ser ignorado nas conversas entre médicos e pacientes simplesmente porque os pacientes são casados, ou mais velhos.

Não dá para prever, simplesmente olhando para alguém, se eles são sexualmente ativos. Os pacientes vêem o sexo como uma parte importante de suas vidas, e eles acreditam ser apropriado que os médicos levantem a questão."

Cathy Ross, enfermeira cardíaca da British Heart Foundation, disse que os pacientes deveriam receber informações sobre como retomar sua vida sexual ao receber alta do hospital.

"   Algumas pessoas têm medo de fazer sexo depois de um ataque cardíaco no caso de o esforço causar outro ataque. Mas isso é extremamente incomum."
"
  "  Você pode desfrutar de uma vida sexual saudável mesmo se tiver uma doença cardíaca", disse ela.

E como com qualquer outro tipo de exercício, a atividade sexual pode causar sintomas se você tiver um problema cardíaco, então, deixe seus remédios sempre ao alcance."
"
   "  Carícias e intimidade são uma boa maneira de retomar relações sexuais e aumentar sua confiança", completou.

fonte: http://g1.globo.com/

♂♀ 
Share:

Especialistas vão monitorar o coração do torcedor durante a Copa



Especialistas vão monitorar o coração do torcedor durante a Copa

Pesquisa será feita em hospitais de seis cidades do país.
Médico recomenda evitar bebidas alcoólicas, cigarros e café na hora do jogo.

Do G1, com informações da Agência Estado
Faltam poucos dias para o início da Copa do Mundo da África do Sul. Mesmo que a equipe de Dunga não seja aquela "seleção dos sonhos", o coração dos brasileiros vai bater mais forte e a adrenalina vai subir quando começar o mundial. A emoção promete ser tão forte que a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) vai realizar um levantamento inédito no País para avaliar os riscos de problemas cardíacos nos torcedores durante os jogos do Brasil. A finalidade é analisar a influência de um jogo dramático sobre a saúde dos espectadores.
Em fase final de preparação, o levantamento, que será coordenado pelo cardiologista Nabil Ghorayeb, diretor do departamento de cardiologia do Esporte da SBC e responsável pelo Sport Check-up do Hospital do Coração (HCor), deve envolver cerca de 200 profissionais da área. "Serão selecionados de quatro a sete prontos-socorros de grandes hospitais em seis cidades do País para a iniciativa", afirmou o médico. As cidades selecionadas foram São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Campinas, Belo Horizonte e Salvador.
"Nós vamos manter em anonimato os nomes dos hospitais para não influenciar no resultado da pesquisa. E também para evitar uma corrida a esses locais", diz o médico que revelou apenas dois deles, o HCor e o Dante Pazzanese. "Não se trata de um estudo para o tratamento dos torcedores, mas de um questionário que os pacientes e médicos de plantão irão responder", frisa ele.
Os principais eventos cardiovasculares que serão analisados para elaborar uma possível relação com os jogos do Brasil são enfarte do miocárdio, angina (pré enfarte), arritmia e derrame cerebral.
O cardiologista revelou que uma pesquisa semelhante foi realizada na Alemanha durante a Copa de 2006. "Os trabalhos mostraram que no dia do jogo da Alemanha houve um aumento de 30% a 40% nos atendimentos em prontos-socorros em relação a doenças cardiovasculares agudas, como arritmias, hipertensão arterial e até isquemia do coração".
Recomendações aos torcedores
Para os torcedores mais afoitos - e principalmente para aqueles que têm histórico de problema cardíaco -, o médico faz algumas recomendações para evitar o estresse. "A mais radical é não assistir. Mas se a pessoa insistir em ver os jogos deve evitar tomar bebidas alcoólicas e bebidas derivadas de cafeína, pois elas funcionam como estimulantes. Não fumar ou evitar ficar próximo a um fumante", ressaltou.
Já os pacientes que usam medicação no final da noite, o ideal é tomar o remédio antes do jogo. "Mas é sempre importante conversar antes com seu cardiologista". E acrescenta: "fazer uma respiração profunda de seis a sete vezes também pode ajudar".
"As pessoas mais sensíveis devem fazer uma autocrítica e se proteger. É bom lembrar que alguns jogos provocam uma carga emocional muito grande e podem desencadear eventos cardíacos graves. O importante é sempre consultar seu médico", recomenda o médico.

fonte:
http://g1.globo.com/


♂♀ http://saudediversascategoriasdicas.blogspot.com
Share:

Seguidores

"Alô Negócios !!!…buscas populares"

Alô Negócios !!!…buscas populares

Health ♂ ♀ various categories - tips ♀

Health ♂ ♀ various categories - tips ♀

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Marcadores

academia ácido graxo ácido úrico acne acredite açúcar água água de coco ajuda álcool alcoolismo alimentação alimentar alimento alimentos alô negócios Alzheimer amor amung analgésicos anemia anestesia animações 3D ansiedade anti obesidade Antibióticos aparelho ortodôntico apnéia Apneia do sono arterioesclerose artes artistas artrite asma aspirina ataque cardíaco atualidades autismo auto-ajuda auto-estima AVC babosa bactéria bactérias barriga batida bebês beleza bem estar bexiga bile Biópsia bipolar blog boca bocadicas Brandão Brasil bullying bursite buscas populares cabeça cadastro cálcio calvície caminhada camomila campanha Campina Grande cancer câncer cardíacos cardiologista cardiovascular cardiovasculares carreira casa células celulite celulites chá verde chia CHUPETA ciática ciático ciência cientistas cigarro circulação cirurgias de obesidade cirurgias plásticas cistite Clínica colesterol coletor menstrual colo de útero coluna colunistas combater comente aqui comida compartilhe comportamento computação tecnologia computador concurso concursos congênitas conquistas constipação Contador visita. contato Contraindicações convênios copa do mundo 2014 coração corpo corrida couro cbeludo criança crônica cuidados culinária curiosidades cursor curti dedos demência dengue dentes dentista dentistas depressão dermatologista designers designs detox dia a dia dia do doador de sangue diabesidade diabete Diabetes diagnóstico diarréia dicas dicas pés dieta dietas dietética dinheiro diversas categorias diversos doação de sangue doença doenças dor dor crônica dor de cabeça dores dores de cabeça dormir downloads legais drinques drogas educação educação sexual emagrecer Endometriose engordar enjoo entretenimento envelhecimento enxaqueca epidemia ergonometria ES Escherichia coli escola Esporte esportes esportiva esquisofrenia estética estilo estômago estresse estresse e depressão Estresse...câncer exames tratamento exercício exercícios exercícios físicos facebook fale conosco Família fármacos febre de chikungunya fibromialgia filho físicos fisioterapia fonoaudiólogo força-verde Fruta Noni frutas fumantes fumar fumo futebol gel de babosa ginástica laboral ginecologia globo gripe hardware HDL helpsaude hemorróida hepatite B higiene HIV homem homenagem hormônios hormônios sexuais horta hospital HPV ideias idosos imposto de renda impotência imunidade imunização incrível infantil infarto infecção infecções infertilidade inflamação inflamações informação internacional internet introdução iPad iPhone iPod Touch jardim jogos laboratório LDL LER lesão por esforço repetitivo linfoma Linfoma Não-Hodgkin linke-me links links úteis lombalgia lombar longevidade Luiz Frizzera Borges Lula Lunette má circulação mal de Alzheimer medicamentos medicina médico médicos melancia meninas menopausa mensagem mente mentira microcefalia microsoft minha minha vida Ministério da Saúde morre mouse msn msn leucemia mulher mulheres mundo nacional nariz nervo nervo ciático nervoso neuroreabilitação Neymar Noni notícias notícias populares novidades nutrição nutricionistas nutrólogo o que é obesidade obstetrícia odontologia oftalmologista olho olhos ômega 3 oncologia orégano ossos osteoporose ovo pacientes pagerank painço papanicolau papilomavírus paralítico parar de fumar parcerias passos patologias peixe pele perda de cabelo perda de peso pés peso pintas planos de saúde PNB pneumonia politica de privacidade popular potássio povo presidente pressão alta prevençao prevenção prevenir prisão de ventre processo produtos naturais professores profissões prognóstico próstata psicologia psicopata Psiquiatra psiquiatria rachaduras reabilitação receitas recorde remédio Remédios Caseiros reportagens reprodução respira respostas reumatismo reumatologia rim rins riscos rizotomia Ronaldo ronco Saiba sangue saudável SAUDE saúde saúde mental seca barriga sedentarismo seleção sem álcool sementes de melancia sexo sífilis sinais sintomas sol sono suco de uva suco emagrecedor suco saladão sucos suor superbactéria KPC teclado tecnologia tecnologias tendinite terceira idade testes tetris toc trabalho transtorno transtorno-obsessivo-compulsivo transtornos mentais tratamento tratamentos caseiros triglicérides truques turma da Mônica twitter urinária uva vacina vacinação vacinas vagas valorize verde viagem viciado vício vida vídeo vídeos violência visão Visitas online vista vitamina D vitaminas e minerais Vitória wufoo you tube youtube

Arquivo do blog

destaque

perda de cabelo: efeito da vitamina D sobre a perda de cabelo

    Efeito da vitamina D sobre a perda de cabelo A relação de vitamina D com a perda de cabelo e calvície A vitamina...